Avançar para o conteúdo

Entrevista com David Mamet, um dos mestres da arte de escrever um filme

    Encontrei no site Screenwriters Utopia uma entrevista muito boa com o dramaturgo, argumentista e realizador David Mamet (em inglês).

    Já tem uns anos – é da época do lançamento do seu filme Spartan – mas como tudo o que Mamet escreve ou diz acerca da escrita e cinema, está cheia de pérolas.

    Uma das frases da entrevista tem muito a ver com as Duas Coisas 1 acerca de escrever um filme que identifiquei (meio a sério, meio a brincar) num artigo recente.

    A certa altura Mamet refere-se às questões que os espectadores colocam quando assistem ao filme Spartan: "O que está a acontecer aqui? Quem é este tipo? Que crime foi cometido? Quem foi levado? Porque é que ela é importante? Porque é que andam por aqui todos estes agentes do Governo? E como é que ele a vai trazer de volta? Eles querem saber o que ele vai fazer a seguir" .

    Os destaques são meus: Quem é este tipo? O que ele vai fazer a seguir? São quase exatamente as Duas Coisas acerca de escrever um filme que eu seleccionei no artigo a que me refiro acima.

    Nota: eu não tinha lido ainda esta entrevista quando escrevi o artigo. Mas já li muitas coisas do Mamet, em que ele bate sempre nestas mesmas teclas. É definitivamente um dos argumentistas que mais admiro e uma das minhas maiores influências.

    Notas de Rodapé

    1. O jogo das Duas Coisas parte do princípio de que em cada atividade humana há apenas duas coisas essenciais; todas as outras coisas ou são aplicações destas duas, ou são irrelevantes

    1 comentário em “Entrevista com David Mamet, um dos mestres da arte de escrever um filme”

    1. Pingback: João Nunes | artigos mais populares | Os artigos mais populares de 2012 | argumento, blogue, escrita, guião, roteiro, técnica |

    A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.