Avançar para o conteúdo

Grandes diálogos: Chinatown

    Num artigo antigo apresentei uma lista dos meus dez guiões favoritos, que incluía, em primeiro lugar, o do filme Chinatown.

    Mais coisa menos coisa, a lista ainda se mantém atual, apesar de, como referi nesse mesmo artigo, muitos outros guiões poderem fazer parte dela. No artigo dava conta de alguns, mas como entretanto passaram uns tantos anos a lista alternativa seria hoje ainda maior.

    Seja como for, nessa lista ou noutra que eu elaborassse agora, Chinatown teria sempre lugar garantido. Como explico no citado artigo:

    Não é de espantar que grande parte dos guionistas refiram Chinatown como o seu guião favorito. É uma peça de escrita perfeita, em todos os aspectos: caracterização dos personagens, enredo, estrutura, diálogos, subtexto, conflito, surpresas… A cena da grande revelação do final é uma aula de escrita.

    É precisamente essa cena, escrita pelo lendário guionista americano Robert Towne, que vou apresentar aqui hoje. A tradução, para efeitos educacionais, é da minha responsabilidade. Pode encontrar o guião aqui.

    “CHINATOWN”

    Escrito por Robert Towne

    EXT. CASA DO BUNGALOW -- ESTRADA DE ADELAIDE

    Gittes estaciona o Buick de Mulwray. Corre para a porta da frente e bate com força.

    O empregado chinês abre a porta.

    EMPREGADO CHINÊS

    Espere aqui.

    GITTES

    (frase curta em chinês)

    Espere você.

    Gittes empurra-o e passa por ele. Evelyn, com um aspecto um pouco cansado mas contente por o ver, apressa-se a chegar à porta. Agarra no braço de Gittes.

    EVELYN

    Como estás? Estava a ligar para ti.

    Olha para ele, procurando no seu rosto.

    GITTES

    Sim?

    Passam para a sala. Gittes vai olhando em redor.

    EVELYN

    Conseguiste dormir?

    GITTES

    Claro.

    EVELYN

    E almoçaste? O Kyo pode preparar alguma coisa.

    GITTES

    (abruptamente)

    Onde é que está a miúda?

    EVELYN

    Lá em cima. Porquê?

    GITTES

    Quero vê-la.

    EVELYN

    ...está a tomar banho... porque é que a queres ver?

    Gittes continua a olhar à volta. Vê roupas preparadas para embalar num quarto que dá para a sala.

    GITTES

    Vão para algum lado?

    EVELYN

    Sim. Temos que apanhar o comboio às 4:30. Porquê?

    Gittes não responde. Vai ao telefone e marca um número.

    GITTES

    J. J. Gittes para o Tenente Escobar

    EVELYN

    O que é que estás a fazer? O que é que se passa? Disse-te que temos de apanhar o das 4:30.

    GITTES

    (interrompendo-a)

    Vão perder esse comboio!

    (para o telefone)

    Lou, vem ter comigo a 1412 Adelaide. É acima do Santa Monica Canyon... sim,logo que possas.

    EVELYN

    Porque é que fizeste isso?

    GITTES

    (um momento, e depois)

    Conheces bons advogados de direito criminal?

    EVELYN

    (baralhada)

    Não...

    GITTES

    Não te preocupes. Posso recomendar alguns. São caros mas tu podes pagar.

    EVELYN

    (neutra mas com grande raiva)

    De que raio se trata isto?

    Gittes olha para ela, e depois tira o lenço do bolso da frente do casaco. Desdobra-o na mesa da sala, revelando os óculos bifocais, com uma lente ainda intacta. Evelyn olha-os sem reacção.

    GITTES

    Encontrei isto no teu quintal. No lago dos peixes. Pertenciam ao teu marido, não é verdade?... não é verdade?

    EVELYN

    Não sei. Quero dizer, provavelmente sim.

    GITTES

    Com certeza que sim. Foi lá que ele se afogou...

    EVELYN

    O que é que estás a dizer?

    GITTES

    Não está na altura de se mostrar chocada com a verdade, Sra. Mulwray. O relatório do médico-legista prova que ele foi morto em água salgada. Pode acreditar nisso. Agora só quero saber quando e como isso aconteceu. E quero saber antes do Escobar chegar aqui, porque gostava de ficar com a minha licença.

    EVELYN

    Não sei do que é que estás a falar. Isso é a coisa mais louca... a coisa mais maluca que alguma vez...

    Gittes está num estado de grande agitação. Levanta-se e abana-a.

    GITTES

    Pára! Vou tornar isto mais fácil para ti. Estavas com ciúmes, lutaram, ele caiu, bateu com a cabeça. Foi um acidente mas a sua miúda viu tudo. Tiveste de lhe pagar para se calar. Não tens estômago para lhe fazer mal, mas tens dinheiro para a silenciar. Sim ou não?

    EVELYN

    ...não...

    GITTES

    Quem é ela? E não me venhas com tretas de ser tua irmã. Não tens nenhuma irmã.

    Evelyn treme descontroladamente.

    EVELYN

    Eu digo-te a verdade...

    Gittes sorri.

    GITTES

    Isso é bom. Como é que ela se chama?

    EVELYN

    Katherine.

    GITTES

    Katherine?... Katherine quê?

    EVELYN

    Ela é minha filha.

    Gittes olha-a fixamente. Está carregado de raiva e quando Evelyn diz isto, explode. Dá-lhe uma estalada no rosto.

    Evelyn continua a olhar para ele. O golpe arrancou-lhe lágrimas, mas não se mexe, nem para se defender.

    GITTES

    Quero a verdade!

    EVELYN

    É minha irmã.

    Gittes esbofeteia-a de novo.

    EVELYN

    É minha filha.

    Gittes esbofeteia-a de novo.

    EVELYN

    Minha irmã.

    Bate-lhe de novo.

    EVELYN

    Minha filha, minha irmã.

    Derruba-a finalmente, atirando-a para cima de um vaso chinês barato, que se desfaz, e ela deixa-se cair no sofá, soluçando.

    GITTES

    Eu disse que queria a verdade.

    EVELYN

    (quase a gritar)

    Ela é minha irmã e minha filha!

    Kyo surge a correr nas escadas.

    EVELYN

    (continuando; em chinês)

    Por amor de Deus, Kyo, não a deixes descer, volta para cima!

    Após fitar Gittes por um momento Kyo vira-se e sobe as escadas de novo.

    EVELYN

    O meu pai e eu, compreendes, ou é muito difícil para ti aceitar isso?

    Gittes não responde.

    EVELYN

    ...ele teve um colapso nervoso... a barragem rebentou... a minha mãe morreu... ele tornou-se uma criança... eu tinha quinze... ele perguntava-me o que devia comer ao pequeno-almoço, que roupas vestir!... E então aconteceu... e eu fugi...

    GITTES

    Para o México...

    Ela abana a cabeça afirmativamente.

    EVELYN

    O Hollis apareceu e tomou... conta de mim... depois dela nascer... ele disse... ele tomou conta dela... eu não podia vê-la... eu queria mas não podia... só queria vê-la de vez em quando... cuidar dela... só isso... mas não quero que ela saiba... não quero que ela saiba...

    GITTES

    ...então é por isso que o odeias...

    Evelyn levanta lentamente o olhar para Gittes.

    EVELYN

    Não... por me ter virado as costas depois disso acontecer! Ele não conseguia encarar os factos...

    (chorando)

    Odeio-o.

    Gittes sente uma necessidade súbita de alargar a gravata.

    GITTES

    Sim... para onde é que a estás a levar agora?

    EVELYN

    De volta ao México.

    GITTES

    Não podes ir de comboio. O Escobar vai procurar-te em todo o lado.

    EVELYN

    E de avião?

    GITTES

    Pior ainda. Desaparece daqui. Põe-te já a andar, deixa tudo.

    EVELYN

    Tenho que ir a casa apanhar as minhas coisas.

    GITTES

    Eu trato disso.

    EVELYN

    Para onde é que podemos ir?

    GITTES

    ...onde é que o Kyo vive?

    EVELYN

    Connosco.

    GITTES

    Nos dias de folga. A sua morada nexacta.

    EVELYN

    Okay...

    Pára de repente.

    EVELYN

    Não eram do Hollis.

    Por um instante Gittes não sabe do que ela está a falar.

    Depois segue o seu olhar até aos óculos pousados no lenço.

    GITTES

    Como é que sabes?

    EVELYN

    Ele não usava bifocais.

    Gittes pega nos óculos, olha para lente, fica perdido por

    alguns momentos.

    EVELYN

    Das escadas. Tem o braço à volta de Katherine.

    EVELYN

    Diz olá ao Sr. Gittes, querida.

    KATHERINE

    (das escadas)

    Olá.

    GITTES

    Levanta-se abalado do braço do sofá.

    GITTES

    Olá.

    Com o braço à volta da rapariga, e falando em espanhol, Evelyn apressa-a na direcção do quarto. Aparece passados alguns momentos.

    EVELYN

    (falando para baixo)

    Ele vive no 1712 Alameda... sabes onde é?

    REACÇÃO -- GITTES

    Acena afirmativamente, devagar.

    GITTES

    Claro. É em Chinatown.

    Veja de seguida a cena (parcial, não inclui o início) como apareceu no filme.

    O guião original pode ser encontrado aqui =>

    A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.