Técnica

Grandes Diálogos: Miss Lady Hawk Herself 

Mare of Easttown foi a melhor série de televisão que vi no ano passado, e isto não é dizer pouco. A cena que destaco hoje é uma das mais memoráveis do seu episódio piloto.

Guião, roteiro, argumento

Respondendo a uma dúvida frequente, explico qual a diferença entre as palavras guião, roteiro e argumento.

Imagem do filme Halloween de 1978

Ferramentas do guionista: a elipse narrativa – 2ª parte

Neste artigo continuamos a estudar a elipse narrativa, essa poderosa ferramenta à disposição de todos os contadores de estórias. Além de analisar mais alguns exemplos da estória do cinema, vou também dar algumas sugestões de como as podemos usar nos nossos guiões.

Ferramentas do guionista: a elipse narrativa – 1ª parte

Os guionistas têm à sua disposição uma extensa gama de ferramentas que podem utilizar para enriquecer as suas obras. Uma das mais importantes é a elipse narrativa, uma ferramenta que é tão omnipresente que muitas vezes se torna invisível. 

imagem do filme Don't look Up

Os cinco porquês

Há cinco “porquês?” a que é especialmente importante responder logo no início da escrita de um guião. Descubra-os aqui.

Eu tenho uma regra, que tento seguir sempre, que é nunca impor uma estrutura narrativa à estória. Deixar que os personagens e a estória que você quer contar te digam qual é o jeito de contar essa estória. – Bráulio Mantovani (editado ligeiramente para maior clareza)

Eu tenho uma regra, que tento seguir sempre, que é nunca impor uma estrutura narrativa à estória. Deixar que os personagens e a estória que você quer contar te digam qual é o jeito de contar essa estória. – Bráulio Mantovani (editado ligeiramente para maior clareza)

O que deve entrar na capa de um guião

Todos os guiões começam com uma folha de rosto, onde são apresentadas as informações essenciais sobre a obra. Descubra aqui que informação deve incluir, e como apresentá-la.

Shopping Cart
  • Your cart is empty.
Scroll to Top